segunda-feira, 20 de junho de 2011

Fomos campeões: Ajax 1994-95

Base da seleção holandesa na década de 1990, Ajax comemora quarto título
da Liga dos Campeões (Futbol Reisi)
Felipe Portes, @portesovic
De São Paulo-SP
*Com colaboração de Victor Hugo Torres


Campeão invicto, um elenco forte e que tinha quase 100% de seus atletas jogando pelas seleções nacionais, este é o Ajax campeão, que deixou sua marca na história da competição e do futebol. Segunda escalação holandesa a conseguir o feito de levantar a taça sem perder nenhuma partida, imitando os grandes tempos de Johann Cruyff e seus Bluecaps, este Ajax comandado por Louis Van Gaal trazia consigo vários talentos em uma das melhores gerações que a Holanda já viu.

Base e maioria dominante da seleção laranja que disputaria a Copa de 1998 e ficaria com o quarto lugar, os "Godenzonen" tinham um sistema defensivo quase que impecável, um meio campo rápido e preciso e um atacante goleador, Patrick Kluivert, que por sua vez contava com a assistência de Marc Overmars, ponta esquerda dos bons. Com a mescla de jovens talentos e a experiência de Frank Rijkaard e Danny Blind, os garotos de Amsterdã por pouco não obtiveram o bi-campeonato europeu de forma consecutiva. Foram derrotados nos pênaltis pela Juventus no ano seguinte.

Credenciado para a disputa da Champions com o título holandês em 1993/94, com 54 pontos, 26 vitórias, dois empates e seis derrotas, em 34 jogos. Foi com esse poderio que o Ajax conseguiu o primeiro lugar do Grupo D na Liga dos Campeões de 1994/95, enfrentando o Milan, o AEK Atenas e o Salzburg. (até então não "abençoado" pela marca de energéticos Red Bull, fato consumado no ano de 2005, com a compra do clube austríaco) A campanha foi quase impecável. Quatro vitórias e dois empates em seis jogos, com duas vitórias em cima do Milan, na Amsterdam Arena e no San Siro.

As quartas-de-final trouxeram um adversário considerado "tranquilo". O Hajduk Split trazia algumas promessas croatas, como Ivan Juric, Goran Vucevic, Ivica Mornar e Milan Rapajic. A primeira mão foi disputada em Split, e terminou em 0-0. Na volta, os Godenzonen impuseram um bom ritmo e marcaram um 3-0, avançando às semifinais para encarar o temido Bayern, que já havia feito o Ajax como vítima na década de 1970.

O troco foi bem dado, após um 0-0 em Munique, um sonoro 5-2 aplicado pelos sucessores de Cruyff serviu para colocar os holandeses na grande final, novamente para encarar o Milan, rival na fase de grupos. Um duelo entre dois dos melhores times do continente. Já multicampeões e defensores do título, os italianos vinham confiantes, principalmente pelo fato de ter participado das duas finais anteriores.

No estádio Ernst Happel, em Viena, na Áustria, o dia 24 de maio de 1995 marcou mais um encontro entre o lado holandês e o italiano. Van Gaal escalou Van der Sar, Reiziger, Blind, Frank de Boer, Litmanen, Seedorf, Rijkaard, Ronald de Boer, Davids, Finidi e Overmars.

Fabio Capello, por sua vez, enviou para o gramado: Rossi, Desailly, Baresi, Costacurta, Maldini, Panucci, Albertini, Donadoni, Boban, Massaro e Simone.

Num típico jogo amarrado de decisão, no "burocrático" futebol na década de 1990, o empate sem gols se prolongava até o os 85 minutos, até que o reserva/talismã Kluivert concluiu com maestria uma jogada recheada de passes precisos e diretos, que percorreu toda a extensão do território milanista. Foram cinco trocas de possessão, até a pelota chegar dentro da grande área, onde o grandalhão mandou com calma no canto de Rossi. 1-0, delírio Godenzonen e mais um título para o gigante holandês, que foi se desmanchando pouco a pouco, conforme os anos se passavam.

Tida como última geração de ouro do Ajax, este grupo seleto de jogadores ficará na história da Liga dos Campeões, pelo seu estilo de jogo ofensivo, dinâmico e arrojado. E certamente, nos corações da sua torcida.

Jogos

Grupo B
Ajax 2-0 Milan
Milan 0-2 Ajax
AEK 1-2 Ajax
Ajax 2-0 AEK
Salzburg 0-0 Ajax
Ajax 1-1 Salzburg

Quartas-de-final
Hajduk Split 0-0 Ajax
Ajax 3-0 Hajduk Split

Semifinais
Bayern 0-0 Ajax
Ajax 5-2 Bayern

Final, 24 de maio de 1995, Viena - Ernst Happel

Ajax 1-0 Milan 



Nenhum comentário: