sábado, 7 de janeiro de 2012

Stari Most

Gilmar Siqueira, @GilmarSiqueira
De Jaboti-PR

Há algum tempo atrás falei um pouco sobre o APOEL Nicosia e me lembro bem de ter mencionado que a cidade é dividida ao meio por um muro. Falei também sobre o clima um pouco "pesado" entre os turco-cipriotas e os grego-cipriotas. Mas este clima nem se compara ao da cidade de Mostar, na Bósnia e Herzegovina, que é dividida ao meio por uma ponte que separa os Bosniaks (muçulmanos bósnios) e sérvios dos croatas.

É fato que hoje a situação na região também é mais amena. No entanto, há poucos anos atrás, quando "estourou" a guerra, não havia lugar seguro em todo o país. Mas a ponte -denominada Stari Most- não tem muito a ver com a guerra. Ela foi criada no século XI, quando a cidade pertencia ao Império Otomano. Reza a lenda que seu arquiteto, Minar Hayruddin, estava condenado à morte e seria executado após sua construção.

Aposto que muitos estão se perguntando: mas onde o futebol entra nisso tudo? Acalmem-se. Antes de falar do futebol preciso explanar todo o contexto histórico. Durante a Guerra que assolou a Bósnia de 1992 à 1995, a cidade de Mostar também foi atacada e a ponte destruída por um terrível bombardeio. As forças croatas da HVO e do exército croata se responsabilizaram pela destruição. Seu objetivo era isolar os Bosniaks e sérvios-bósnios no lado leste da cidade até que estes se rendessem.

Com o fim da guerra e a independência  da Bósnia e Herzegovina a divisão em Mostar permaneceu quase a mesma, com os croatas no lado oeste e os Bosniaks e sérvios no lado leste. Para os ansiosos de plantão, é aqui que entra o relato futebolístico. Como não poderia deixar de ser, há dois clubes de futebol que representam estes "lados": o HSK Zrinjski e o FK Velez.

O primeiro é o clube mais antigo da Bósnia, formado em 1905 por estudantes. No entanto, por ter cores croatas e participar da Prva HNL, acabou dissolvido em 1945 e sendo "retomado" apenas em 1992 (justamente no primeiro ano da Guerra). Não negando suas origens, o Zrinjski fica no lado oeste de Mostar e a maioria de seus torcedores são croatas e, como se não bastasse isso, representam a direita do país.

O Velez já é mais novo que seu rival. Nasceu em 1922. Seu nome vem de um famoso monte da cidade de Mostar, sagrado para os antigos povos. Diferentemente do Zrinjski, o Velez não foi dissolvido pelo governo iugoslavo, muito pelo contrário, foi durante o governo comunista que o time atingiu seu auge, conquistando duas Copas Nacionais. A maioria de seus torcedores são Bosniaks e sérvios, que se localizam a leste da Stari Most e são esquerdistas.

Apesar da rivalidade ser enorme, os dois ficaram 55 anos sem enfrentarem-se graças à dissolução do Zrinjski. O confronto só foi retomado em 2000, em uma partida amistosa que terminou empatada em 2x2. Atualmente, com os dois na Bosnian Premier League a ocorrência de derbys é bastante frequente e sempre há um problema com relação aos ultras de ambos os lados.

No primeiro turno desta temporada ocorreram dois jogos consecutivos, sendo um pela Copa Nacional e outro pela Premier League. Fato que assustou a polícia de Mostar. O primeiro embate, válido pela copa, precisou ser paralisado por problemas com as torcidas. No segundo isso não aconteceu, já que os torcedores foram proibidos de entrar.

Além de tudo isso, este derby serve para evidenciar a cidade de Mostar para o mundo. Ela é a maior da região da Herzegovina e é como se fosse uma capital para a mesma. Alguns dizem que o derby de Mostar é maior do que o da capital Sarajevo, disputado entre Zeljenicar e FK Sarajevo.

Nenhum comentário: