quarta-feira, 12 de junho de 2013

12 de junho de 1993: Reconciliação no Morumbi


Em 1993, o Palmeiras encerrava o seu mais longo jejum de títulos. Com a dissolução da Academia de Ademir, Dudu, Leivinha, Edu, César Maluco e Leão, a equipe enfrentou anos de frustração, derrotas inexplicáveis e times pouco competitivos. Pois foi num 12 de junho que o alviverde resolveu acabar com a agonia, em cima de um dos seus maiores rivais, com um placar imponente: o hino palmeirense finalmente estava sendo honrado.

Quem queria se dedicar ao amor da vida (ou ao amor daquele momento) no dia dos namorados em 1993, ao menos na parte alviverde da arquibancada do Morumbi, teve um bom plano de fundo. Pressionado pelos anos em que passou sem levantar um título sequer, o Palmeiras entrou em campo para decidir o Campeonato Paulista diante de seu maior rival, o Corinthians. Era a chance de exorcizar uma série de fantasmas do passado, eliminar o estigma de gigante decadente, e em todos os minutos jogados o Verdão fez por merecer a goleada de 4-0.

Não há muito o que dizer além do que pode ser visto no vídeo acima. Ele é a maior síntese do que aquele título representou e continua representando para o palmeirense. Nesta quarta-feira, são 20 anos de uma das mais saborosas conquistas do Palmeiras, com toda a justiça e um futebol pra lá de convincente.

Talvez em 2013 nem seja um grande motivo para se comemorar, mas todo torcedor tem o direito de guardar todos esses momentos na memória. Para quem tem se acostumado a acompanhar times cada vez mais sofríveis, 1993 é um refúgio, um lugar seguro a qual os palmeirenses certamente gostariam de voltar. 

Assistam ao vídeo completo daquele jogo e sejam felizes, meus amigos.


Felipe Portes é estudante de jornalismo, tem 23 anos e é redator na Trivela, além de ser o dono e criador da Total Football. Work-a-holic, come, bebe e respira futebol.

"O futebol na minha vida é questão de fantasia, de imaginário. Fosse uma ciência exata, seria apenas praticado por robôs. Nunca fui bom em cálculos e fórmulas, o lado humano me fascina muito mais do que o favoritismo e as vitórias consideradas certas. Surpresas são mais saborosas do que hegemonias.

No twitter, @portesovic.

Um comentário:

Obson Almeida disse...

resgate do orgulho de ser palmeirense , foi o dia da Redenção alvi verde .