terça-feira, 19 de novembro de 2013

Apenas mais um dia de futebol na internet

Foto: Globoesporte.com
A internet está cada vez mais passional e intolerante. É possível comprovar isso ao acompanhar uma rodada de futebol usando o twitter. Num dia que valia vaga para a Copa de 2014, alguns ícones ficaram em exposição.

Enquanto esperávamos a definição dos países restantes na próxima Copa do Mundo, o respeito novamente ficou de fora da festa. Nas redes sociais por aí, muita gente torceu para a Ucrânia contra a França (sou culpado) e outra parte se mordeu durante o embate entre dois craques como Ibra e Ronaldo. Caso alguma das seleções levasse um gol, o craque em desvantagem era taxado como uma bosta. E assim descobrimos as últimas seleções que virão ao Brasil, em mais um dia normal na internet.

Foi um dia definitivo nas Eliminatórias europeias. A Grécia era a que tinha a vantagem mais considerável, juntamente com a Ucrânia. Depois, Portugal jogaria com a Suécia fora e a Croácia tentaria impedir a surpresa islandesa em casa. Já nesse ponto, o óbvio seria que Grécia, Portugal, França e Croácia avançassem. Os que torciam por uma surpresa ou por uma suposta justiça pela Irlanda de 2009, acompanharam o jogo de Les Bleus, mas a grande maioria voltou seus canhões para a partida de Solna.

A Croácia passou e superou o episódio das cervejas ao bater a Islândia por 2 a 0, a França teve mais uma ajudinha da arbitragem para derrotar a Ucrânia por 3 a 0, a Grécia segurou a Romênia num empate por 1 a 1 e Portugal, graças a Cristiano Ronaldo, afundou a Suécia vencendo por 3 a 2.

Quem quer que visse a rodada só pelo Twitter, veria um festival curioso e cada vez mais comum: a ausência da ponderação. O desespero em discordar do amiguinho fez com que os adeptos da beleza feminina sueca ficassem na linha de fogo dos mais realistas, que achavam uma bobagem imensa alguém querer a presença dessas pessoas, como se elogio fosse um atestado de "sim, estou com muita vontade de transar com turistas". Qualquer argumento está sujeito a ser ridicularizado, porque alguém decidiu que estamos em 2013 e não há mais necessidade de simplesmente dizer um OK para o coleguinha que diz algo que você discorde. É preciso ofender pra provar um ponto. A zueira não tem limites, mas a paciência, pelo contrário...

Em Solna, qualquer um que levasse gol seria taxado como perdedor. Ibrahimovic sempre foi aquele pipoqueiro, que sumia. Portugal saiu na frente e Cristiano Ronaldo, o ex-jogador apenas de marketing virou o melhor do mundo, unanimidade. A Suécia empatou com Ibrahimovic, que agora era tão decisivo quanto o luso, quem foi que disse que ele tremia? Virou para 2 a 1 e Cristiano voltou a ser o meninão mimado da vó, que só sabe se olhar no telão. Os Tugas então empataram, passaram outra vez na frente do placar e venceram, devolvendo Ibra ao status quo de fracassado. Muitas sentenças para apenas 90 minutos.

A Copa do Mundo não será uma merda só porque o seu time não veio, o futebol também é um time feio que vai longe, uma seleção tosca que vira saco de pancadas. É o seu time, o meu time, e a oposição precisa coexistir. Os Mundiais não são compostos apenas por campeões ou favoritos, também precisamos dos vira-latas, dos subestimados.  

Ou vocês podem continuar assim, cuspindo abelhas africanas na outra direção, sem educação nenhuma, só ultrapassando as barreiras da piada e da ofensa gratuita, porque existe liberdade de expressão e ela precisa ser respeitada. Mais calma, por favor.

Felipe Portes é estudante de jornalismo, tem 23 anos e é o dono e criador da Total Football. Work-a-holic, come, bebe e respira futebol. 

"O futebol na minha vida é questão de fantasia, de imaginário. Fosse uma ciência exata, seria apenas praticado por robôs. Nunca fui bom em cálculos e fórmulas, o lado humano me fascina muito mais do que o favoritismo e as vitórias consideradas certas. Surpresas são mais saborosas do que hegemonias.

No twitter, @portesovic.

Nenhum comentário: