sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O ódio necessário


Foto: Diário de Pernambuco
João Paulo Borgonove, @Borgo_                                                                                         De Pedreira-SP
Não entendo nada de futebol. 'Nada' é exagero, mas entendo muito pouco desse nobre esporte que é melhor praticado pelos plebeus. Gosto pra caramba, mas sempre levo meus pitacos pras brandas do esculacho e zoação, o que me faz perder uma análise mais concreta e VERDADEIRA. Mas, apesar de tudo isso eu ganhei esse espaço pra espalhar algumas letras e regurgitar minhas ideias e meus pensamentos FRUBOS. É.
Sou corinthiano. É. E o que me dá mais prazer nessa vida de sofredor que não conhece muita coisa além das fronteiras de uma linha imaginária entre a BACIA DO OIAPOQUE e a FOZ DO ARROIO DO CHUÍ é o máximo e perfeito ANTICORINTHIANISMO que assola essa nação salva por um metalúrgico faz menos de uma década.
É sabido que o RÂNQUIM de torcidas no nosso País é escalado da seguinte forma: no glorioso primeiro lugar supremo, os ANTICORINTHIANOS malditos que tanto fazem minha alegria. Depois, os flamenguistas, povo de paixões múltiplas, mas que honra o belo uniforme rubro-negro. Depois vem nóis. A favela da Copa. O resto é resto. Já foram citados no topo da lista e são PLATEIA das massas.
Um ANTICORINTHIANO é um ser superior, e do alto de sua arrogância se diverte com nossas não tão raras desgraças. Somos o principal assunto do MUNDO CBF. Odiados, adoramos demais essa GUERRA DE EGOS promovida por todos os OUTROS. É o que mantém o futebol brasileiro vivo. Essa ANTIPATIA, essa AVERSÃO e esse ÓDIO ETERNO AOS QUE NÃO USAM TERNO movem tudo. Programas de televisão, rádio, jornais e AS REDES SOCIAIS. Ahhh, as redes sociais.
Vou contar um CONTO DE FADAS real, que aconteceu no último domingo. Coringão em campo lá pelos PAMPAS contra o time do Chapolim. Jogo truncado, TIMÃO com um a menos (APOSENTA ALESSANDRO FDP DE MERDA) e o segundo tempo inteiro de peleja. GOL DO INTER. Porra. Não tem nenhum COLORADO na minha vizinhança. Nem gaúcho deve ter por lá. E DEZENAS de FILHOS DA PUTA comemoram um gol de final de Copa do Mundo FIFA de futebol. É o famoso GOZAR COM O PAU DOS OUTROS. 
Mas, como já disse, isso só engrandece o Corinthians. E o bom é que a gente sabe que não é inveja e nem recalque. É ÓDIO MORTAL. O ódio é sinal de respeito. É algo muito forte e extremo pra se gastar com qualquer coisa. A gente só odeia o que vale a pena. O time do povo é odiado por ser diferente, tanto faz se positiva ou negativamente. Já o corinthiano não odeia ninguém. O corinthiano ama seu time e fodam-se os outros. E é isso que diferencia a MASSA do resto. 
Essa MÁQUINA INFALÍVEL de VOLANTES DE GRIFE merece o ódio de todos vocês. E vocês precisam de alguém pra ODIAR e pra manter sua GANA pelo desporto mais POLÊMICO do universo FIFA. Continuem assim. Amamos o seu ódio. DE VERDADE. E assim segue o futebol.

Nenhum comentário: