segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Panorama dos campeonatos sul-americanos

Cena inusitada do clássico chileno entre Colo-Colo e La U (Prensafútbol.cl)
Tiago de Melo Gomes, @melogtiago
De Recife-PE

Os campeonatos nacionais da América do Sul começam a chegar à reta final. Assim, é hora de entender o que acontece em cada um desses países, bem como os postulantes ao título.

URUGUAI – Pela segunda semana seguida o país não teve rodada do Apertura. Primeiro pelas eliminatórias, e agora por conta do Pan, acompanhado com muito interesse no país. A cinco rodadas do fim, o Peñarol lidera com 23 pontos. Seu rival mais tradicional, o Nacional, está em quarto lugar, 4 pontos atrás do Manya. Com um terrível começo, o Bolso parece ter poucas chances de impedir o triunfo de seu principal rival. O grande rival do aurinegro neste momento é o Cerro. A pequena equipe de Montevidéu está na vice-liderança, apenas um ponto atrás do líder, e mostrou muita força no confronto direto com o Peñarol na última rodada, quando um 0 a 0 não fez justiça à superioridade dos Villeros. Comandado pelo experiente Morales, o Cerro parece o adversário mais viável dos aurinegros.

ARGENTINA – Com os 3 a 1 sobre o Rafaela, o Boca chegou a 79,5% de aproveitamento, abrindo nove pontos de vantagem sobre os vice-líderes. A seis rodadas do fim, a grande distância na classificação, a solidez mostrada pelos xeneizes e a incapacidade de seus perseguidores em mostrar regularidade, tudo indica que a equipe da Bombonera dificilmente deixará escapar o título que não conquista desde o Apertura 2008.

CHILE – O país viu o clássico mais quente do continente no último fim de semana. Universidad de Chile e Colo-Colo tiveram um confronto tumultuado, que terminou em 2 a 2, com direito a uma criticadíssima arbitragem, três expulsões, e um gol contra aos 57 minutos (!) do 2º tempo, marcado por Molinas, dando o empate salvador à La U.

Mas o resultado prático foi pequeno. O Clausura chileno, após uma temporada regular em que todos jogam contra todos, tem um mata-mata com os oito melhores. E a 3 rodadas do fim da 1ª fase, La U está confortavelmente instalada na liderança, com 8 pontos de frente sobre o Colo-Colo, igualmente classificado. A Catolica, com péssimo começo, se recuperou e deve se classificar. Então emoção de verdade, só nos mata-matas.

PARAGUAI – A rodada do final de semana colocou fogo no Clausura. O líder Nacional foi derrotado pelo Sol de América, enquanto o Libertad bateu o Olímpia e o Cerro derrotou o Independiente. Resultado: as três equipes estão empatadas na liderança, 3 pontos à frente do Olimpia. A oito rodadas do fim, o torneio promete muitas emoções.

BOLÍVIA – A 4 rodadas do fim da fase classificatória, a luta é dura pelas vagas na fase final do Apertura. Pelo grupo A, Universitário de Sucre, Real Potosí e Guabirá são os donos das vagas no momento, pressionados pelo tradicional Bolívar. Pela chave B, Aurora, Oriente Petrolero e Nacional Potosí estão se classificando, mas o The Strongest está nos calcanhares do trio, empatado com a última equipe em pontos.

PERU – A 4 rodadas do fim da Primera Etapa, Alianza (55 pts.) e Juan Aurich (49) marcham para serem os classificados para a grande decisão, já que o León Huánuco não passa dos 42 pontos.

EQUADOR – Vencedor da Primera Etapa, o Emelec espera o campeão da Segunda Etapa, seu opositor na grande final. Tudo se encaminha para que seja o Deportivo Quito, líder a seis rodadas do fim com 35 pontos. LDU e Emelec têm 29, e Barcelona tem 28.

COLÔMBIA – A 5 rodadas da fase regular do Finalización (que classifica os oito primeiros para um mata-mata que decidirá o campeão), o torneio vai se consolidando como o mais equilibrado e imprevisível do continente, e talvez do mundo. Apenas dois pontos separam o líder, Atlético Junior, do Deportivo Cali, oitavo colocado. E apenas mais quatro pontos abaixo está o décimo-quinto colocado, o Atletico Huila. Tudo pode acontecer.

VENEZUELA – A seis rodadas do fim do Apertura, duas equipes aparecem como postulantes mais sólidos ao título: o Caracas, clube hegemônico no futebol do país nos últimos 20 anos, lidera com 28 pontos. No encalço dos Rojos vêm o Deportivo Lara, um clube de apenas cinco anos, pertencente a um grupo de empresários, em busca de seu primeiro título, apenas um ponto atrás do líder. Com 22 pontos, o Mineros está em terceiro lugar.

Nenhum comentário: