segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Japonês tem quatro filhos

Foto: Globoesporte.com
José, @zenascimento

Já podeis, da Pátria filhos, ver o resumo da vintésima terceira rodada do INDEPENDENTÃO 2012 (190º aniversário da Independência). Mas curto e grosso, porque isso aqui não é desfile cívico-militar pra ficar enchendo o saco, passando avião barulhento, caminhão barulhento, etc barulhento UÓN UÓN UÓN UÓN UÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓN RATATATÁ BANDA TOCANDO BUM PÉ DIREITO BUM PÉ DIREITO MARCHA SOLDADO CABEÇA DE PAPEL QUEM NÃO MARCHAR DIREITO VAI PRESO NO QUARTEL.

Coritiba – Flamengo (3x0) teve a estreia do Deivid, para delírio de El. Só faltou o gol do atacante contra o ex-clube, mas aquele passe pro terceiro tento ficou de bom tamanho, creio eu. Aparentemente, a coisa foi fácil pro Coxa, mas os paranaenses continuam ali sentindo a FACE HOSTIL da ÍMPIA FALANGE da Série B. Corinthians – Grêmio (3x1) não teve o Zizao, mas teve ZIZAOBILIDADE pra acabar com o DELÍRIO TROPICAL dos tricolores da Azenha em fazer ONE NIGHT DATE com a liderança. Mais uma vez, os gaúchos vêem o cavalo do primeiro lugar passar encilhado. Mas esse negócio de cavalo, gaúcho e etc é coisa de Revolução Farroupilha, não vou fugir do tema.

Quem está fazendo CONTENTE A MÃE GENTIL é o Fluminense, que W.NEM (risos) deu bola pro mistão das categorias de base do colorado e sapecou 0-1, em Porto Alegre, num PREVIEW do que vem por ae no 20 de setembro (fuga do tema relatada no final do parágrafo anterior). Esse jogo fez a alegria dos engraçadinhos de plantão, porque além do NEM, estava em campo também o NEI. E numa falta no NEM, o NEI foi expulso. Praticamente um TRAVA-LÍNGUAS futebolístico. Chego a pensar se o Twitter não travou com tanto trocadilho. A questão é que esse time do Fluminense tá passando feito cavalo de desfile, andando e cagando pra quem vem atrás. Se defende muito bem e sai em disparada no contra-ataque. É quase a lâmina da espada de Dom Pedro rasgando o ar às margens do Ipiranga (ns).

Mas quem fez jus mesmo ao feriadão foi ele, o Galo mineiro. No estádio INDEPENDÊNCIA (ah!, as coincidências), o Atlético miligrama do Bernard batatinumsabiadissnãoagoraqueusseielevaisivecomig (põe o link do vídeo aqui bos, pfvr) (tiraram o vídeo do ar, josé) preparou um belo de um LEITÃOZINHO À PURURUCA no final do domingo (3-0 no Palmeiras). 

Como os mineiros têm um jogo a menos (contra o Flaahahahahahahahmengo), segue a esperança da trupe de TIRADENTES para que a nação atleticana mande para longe o TEMOR SERVIL e faça raiar a LIBERDADE no (Belo) horizonte do Brasil. Aliás, acho que esse jogo teve a primeira menção ao famigerado EFEITO SUSPENSIVO. Estaria o STJD se preparando para entrar em campo? Enfim, se a coisa continuar nesse ritmo, a 32ª rodada promete ser bem intensa.

O resto, dizem, foi apenas NOTA DE RODAPÉ da história.

Troféu FICAR A PÁTRIA LIVRE: Pro Baêa minha porra, que meteu 0-4 no Vasco e está em plena recuperação;

Troféu MORRER PELO BRASIL (no sentido de ser morto em algum lugar do país, entenderam?!): Clássico San-São, que acabou em oxo;

Troféu VOSSOS PEITOS, VOSSOS BRAÇOS, SÃO MURALHAS DO BRASIL: Michel Alves, do Criciúma




Nenhum comentário: