domingo, 25 de novembro de 2012

Tradição de volta à elite

Foto: Globoesporte.com

Furacão e Leão sobem, Azulão se frustra e CRB e Guarani amargam queda; Bugre esteve apenas nesta rodada entre os quatro últimos e disputa a Série C em 2013

A última rodada da Série B surpreendeu aqueles que julgavam que não haveria nenhum tipo de emoção. Começando pela definição de Vitória e Atlético-PR na Série A e o rebaixamento de CRB e Guarani. Durante a tarde do último sábado, os corações de torcidas tradicionais bateram mais rápido, alguns outros bateram sofridos, outros suspiraram de alívio.

Lá em cima, Goiás e Criciúma já estavam garantidos. Restava aos dois a briga pelo título, na qual o Esmeraldino conseguiu com tranquilidade ao vencer por 2 a 1 o Joinville dentro do Serra Dourada. De missão cumprida, o Tigre visitou o Avaí e empatou por 1 a 1, no clássico catarinense. Para fechar o G-4, acompanharam o Vitória e o Atlético, que também ficaram na igualdade em seus compromissos. Como poderíamos encerrar os trabalhos do campeonato sem citar os que se salvaram e os desesperados?

Em Curitiba e Salvador, só alegria

No Ecoestádio, o Furacão duelou com o Paraná afim de se agarrar à Série A. Foi um jogo difícil e com contornos dramáticos, pênalti perdido e tensão pelas ondas do rádio, mas deu tudo certo para o rubronegro, que um ano após ter sido despromovido, já comemora o retorno. O 1 a 1 com o gol de Cleberson permitiu que o Atlético chegasse aos 71 pontos, com 21 vitórias, critério que decidiu a briga pelo acesso.

Também teve festa em Salvador. No Barradão, diante da massa do Vitória, o Leão recebeu o Ceará e ficou no 1 a 1, mas William permitiu que os baianos terminassem a jornada entre os quatro primeiros, mesmo com o gol de empate de Heleno, aos 35 do segundo tempo. Durante a segunda etapa, a torcida rubronegra certamente ficou atenta no São Caetano, que fez a sua parte, mas não teve a sorte necessária. 

Desolação foi o tom que marcou a campanha do São Caetano, que cresceu demais na reta final, mas não chegou lá. Sua missão neste sábado era de bater no Guarani, que lutava contra o descenso. Em dez minutos na segunda etapa, Danielzinho marcou duas vezes e castigou o Bugre, que amarga o nono rebaixamento de sua história. Por um fio, ou por uma vitória, o Azulão fica na B em 2013.

Braga e Guará vencem e se salvam em cima da hora, Guarani e CRB amargam a Série C
Em casa, o Bragantino não teve dificuldades para atropelar o Boa Esporte por 3 a 0, com gols de Matheus, Malaquias e Lincom. O Braga chegou aos 44 pontos, e aos 25 do segundo tempo já não corria mais riscos. Quem se salvou também foi o Guaratinguetá, que no Dario Rodrigues Leite, passeou contra o rebaixado Barueri e venceu. O 2 a 1 foi garantido por Renato Peixe e Jonatas Belusso, que chegou aos 43 e continua na Série B ano que vem. 

Já o CRB, bem que tentou. Jogando o clássico alagoano contra o ASA, no Municipal de Arapiraca, o Galo ganhou de virada por 4 a 2 e ficou esperando um tropeço do pelotão da frente. Não aconteceu, e ano que vem o alvirrubro tentará sua reabilitação pela Série C.

A se lamentar, fica o triste fim do Guarani, que durante toda a competição esteve fora da zona do rebaixamento. Por uma combinação de fatores negativos e por que não uma enorme pitada de azar, o Bugre adentrou o grupo dos quatro últimos justamente quando não deveria. A derrota por 2 a 1 para o São Caetano, como dito lá em cima, resultou no nono rebaixamento do alviverde campineiro.

Em suma, a Série B 2012 ficou assim: Goiás, Criciúma, Atlético-PR e Vitória SOBEM, CRB, Guarani, Ipatinga e Barueri DESCEM. Por aí virão Palmeiras, Atlético-GO e Figueirense da A, além de Chapecoense, Paysandu, Icasa e Oeste da C.

Nenhum comentário: