quarta-feira, 2 de maio de 2012

Fomos campeões: Athletic Bilbao 1983-84


Victor Ferreira, @v_maedhros
De Bilbao-ESP

Um título épico, disputado ponto a ponto, com direito a sofrimento até os últimos segundos. Esse foi o trajeto do Athletic Bilbao da temporada 1983/84. Um Athletic que venceu os prognósticos de início de temporada. Jornais espanhóis davam como impossível o clube bizkaino ganhar novamente a Liga. Pois bem, a esquadra de Javier Clemente foi capaz.

O campeonato viria a ser disputado entre Athletic, Real Madrid de Emilio Butragueño e o Barcelona de Don Diego Maradona. Porém quem largou na frente no campeonato foi o Atlético Madrid. O primeiro grande jogo, e cheio de polêmica, foi a dura derrota do então campeão frente ao Barcelona, da dura entrada de Andoni Goikoetxea sobre Maradona, que saiu de campo com o tornozelo quebrado. Na oportunidade o jogador recebeu apenas o cartão amarelo, porém o Comitê acabou por sentenciá-lo a 18 jogos de suspensão (que com apelos foi diminuído para 7 partidas). 

Essa derrota desestabilizou a equipe rojiblanca, que perdeu frente ao Sevilla. O Real Madrid, que começara a Liga de maneira confusa perdendo de 6-2 para o Málaga, se recuperou frente ao Barcelona em pleno Camp Nou e dando ânimo para o Derby Madrileño, que foi vencido pelo Real por 5-0. Durou pouco, na rodada seguinte perdeu de 4-1 para o Sevilla no Sanchez-Pizjuán.

O primeiro turno acabou com o Real Madrid a frente do Athletic, em segundo, Barcelona e Zaragoza. No entanto, o segundo turno começaria com um Athletic arrasador. Tomaram a frente do conjunto madridista com 4 vitórias seguidas por 1-0, roubando-lhes a ponta.

Na 21ª rodada, o Athletic se viu surpreendido novamente pelo Barcelona, perdendo a primeira posição e dando chances de título ao Barcelona e o Atlético de Madrid. Essa liderança merengue durou até o jogaço em San Mamés. Os merengues saíram na frente na Catedral de San Mamés com gol de Stielike, porém os leões conseguiram remontar, com gol de Andoni Goikoetxea e Dani no finalzinho. 2-1 e a liderança voltou para Bizkaia. A disputa seguiria acirrada até a última rodada. Athletic decidiria o título frente seus rivais da Real Sociedad e o Real Madrid frente o Espanyol. Segue então os relatos, quase em tempo real da rodada.

Aos 18' do primeiro tempo, San Mamés rugiu em festa: Gol do zagueiro Licenrazu. O resultado daria o título ao Athletic. Em um momento inesperado, Orejuella do Espanyol abriu o placar contra o Real Madrid no Sarriá. Espanyol 1-0 Real Madrid. A torcida do Athletic já comemorava o título, até os 23' do segundo tempo, quando Uralde empatou em San Mamés para a Real Sociedad.

O resultado dava o título ao Barcelona. Porém dois minutos depois, a alegria culé acabou. Pênalti para o Real Madrid, cobrado por Butragueño. Gol, Espanyol 1-1 Real Madrid. Essa combinação de resultados fazia os merengues serem campeões. Aos 34' do segundo tempo, o momento histórico: Licenrazu, ele de novo, de cabeça, balança as redes dos txuri-urdin da Sociedad. O tento número 3.000 do clube bizkaino na Liga, e ao que indicava, o que representaria o título. Athletic 2-1 Real Sociedad. Nem o gol de Butragueño, novamente de pênalti no Sarriá adiantou. O Athletic se sagra campeão em cima do Real Madrid, por meio do saldo de gols, quesito de desempate.

Alirón, Alirón. El Athletic campeón. 

Athletic: 34 jogos, 20 vitórias, 9 empates, 5 derrotas. 53 gols pró, 30 sofridos. Saldo 23. 49 pontos.
Real Madrid: 34 jogos, 22 vitórias, 5 empates, 7 derrotas. 59 gols pró, 37 contra. Saldo 22. 49 pontos.

O último título dos Leões havia de ser assim. Com muita batalha, raça até o último segundo. E a Gabarra partiu. Toda Bilbao passou. Um momento que jamais será esquecido por esse clube que se apega às tradições e diz "Se é pra ganhar, que ganhemos do nosso jeito."

Athletic: Zubizarreta; Urkiaga, Licenrazu, Goikoetxea, de la Fuente; De Andrés, Sola, Urtubi, Dani; Noriega, Argote. Técnico: Javier Clemente



Nenhum comentário: