sexta-feira, 20 de abril de 2012

Bugados: Wilton Batata (Figueiredo)

Foto: Bildbyran
Felipe Portes, @portesovic
De São Paulo-SP

Wilton Batata, conhecido nos arredores escandinavos como Figueiredo ainda é desconhecido por grande parte do público brasileiro e internacional. O atacante, que começou como meia nos idos de 2001 pelo Paranavaí, hoje faz relativo sucesso no Malmö, depois de passagem considerada bem sucedida no AIK. Os mais antenados em jogos eletrônicos devem se lembrar de que ele era um valor interessante no PES 2008, sendo uma contratação boa para se fazer com poucos recursos. 

Integrado em 2002 às categorias de base do São Paulo, foi repassado por empréstimo ao Grêmio Maringá no mesmo ano. Demonstrava boa capacidade de passes e de armação, relativa velocidade e bom posicionamento. Em 2003 passou por Criciúma e União Barbarense, sem conseguir se firmar. Entre centenas de promessas naquela época, ganhou reputação na equipe do interior paulista e foi para o Ceará, que ainda estava longe de traçar seu caminho para a elite brasileira.

Pouco menos de um ano depois, deixava seu país para tentar a sorte na Europa, mas não como os maiores talentos que surgem nos celeiros, mas sim em periferias futebolísticas como a Suécia. Assinara com o GAIS, em 2005, para daí conseguir brilhar como planejava anos antes. Chamado ao AIK, uma das principais forças locais, se consolidou como um dos principais atletas da Allsvenskan e ganhando a idolatria dos torcedores da equipe de Solna. 

Uma rápida passagem de dois anos pelo Catar (Al-Rayyan e Al-Kharitiyath), retornou em 2009 à Escandinávia, desta vez pelo Malmö, que por sua vez brigava pelas primeiras posições na liga doméstica. Não demorou muito para reconquistar o posto de principal atacante do certame, e em 2010 conquistou o título do Suecão. O reconhecimento viria em forma de prêmio como melhor jogador da competição, e claro, a vaga para a fase preliminar da Liga dos Campeões em 2011-12.

A campanha europeia do Malmö fracassou já nos play-offs, ganhando como prêmio de consolação a vaga na Liga Europa. Numa chave com Metalist, AZ Alkmaar e Austria Viena, os Himmelsblatt somaram apenas um mísero ponto e amargaram a lanterna do grupo G.

Joguetes em que brilhou
Como bem dito no início deste post, Figueiredo, como é conhecido na Suécia, ganhou destaque no PES 2008, quando passou pelo AIK. Atacante ligeiro, ainda que sem muita habilidade, é útil para ser o homem de finalização, ao menos nos primeiros dois anos em que o usuário não possui muitos fundos para contratações. Passado o segundo ano, se torna apenas peça de elenco, sem destaque.



Nenhum comentário: